Educação & Cultura

Brasília – Estréia de “Lula, o Filho do Brasil”

Ao todo, o Palácio do Planalto reservou 740 das 1.320 cadeiras, estiveram presentes ministros, ex-ministros e parlamentares da base aliada. A primeira-dama Marisa Letícia representou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deve preparar uma sessão reservada com familiares para assistir a película. A primeira-dama estava acompanhada de amigas, posou para foto ao lado dos atores do filme, mas deixou o teatro sem falar com a imprensa.

Durante a exibição do filme, a platéia foi levada aos risos com as cenas do presidente Lula convencendo a jovem Marisa Letícia a namorá-lo. Na avaliação de alguns convidados, o filme frustrou por retratar de forma acelerada os momentos da vida do presidente, sem se prender a um drama central.

“O filme acabou sendo superficial, sem explorar as situações mais delicadas da vida do presidente. Outro dia em uma entrevista, ele contando da morte da mulher e do filho me emocionou mais do que no filme”, afirmou Armanda Furtado, 21, estudante de Arquitetura da Universidade de Brasília.

Filme

Com orçamento de aproximadamente R$ 12 milhões, “Lula, o Filho do Brasil” é o filme mais caro da história do cinema brasileiro e será exibido em quase 400 salas no Brasil. A estreia nacional do filme está prevista para o dia 1º de janeiro, mas hoje ele terá sua pré-estreia no Festival Internacional de Cinema de Brasília –apenas para convidados.

Dirigido por Fábio Barreto e estrelado por Rui Ricardo Diaz, Glória Pires, Cléo Pires, Juliana Baroni e Milhem Cortaz, “Lula, o Filho do Brasil” não participará da Mostra Competitiva do festival.

Segundo produtores, serão realizadas exibições especiais para comunidades pobres de grandes cidades e localidades da zona rural onde não há cinemas. O filme conta a história de Lula desde seu nascimento, em 1945, no sertão de Pernambuco, até sua consagração como líder sindical, em 1980, no ABC paulista.

Da Folha Online

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo