Política & Economia

Prefeito de Riachão acende uma vela pra Deus outra pro Diabo. PT fica de olho duro

As principais lideranças locais do PT e dos partidos aliados ao governo estadual ficaram assustadas com o que viram. O vereador Ninho Moto Boy, que se elegeu pelo PRB e no palanque da oposição, por exemplo, não conseguiu esconder o seu desapontamento com a reaproximação do prefeito com Wagner, para ele por puro oportunismo. Nem mesmo a citação do seu nome durante o discurso pelo petista foi suficiente para disfarçar o desconforto de Ninho.

Enquanto ele e outras lideranças ficaram de olho duro num horizonte sem fim, o prefeito seguiu a sua caminhada de pular de galho em galho para tentar ficar bem na fita com o futuro incerto. Mas isso, certamente, um dia terá um fim. O ministro Geddel já deve estar sabendo e não deixará pedra sobre pedra se o prefeito foi além do limite de recepcionar uma autoridade no seu município.

 

Além de já ter declarado apoio á candidatura ao governo baiano do ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), Falcão estava rompido com a facção oposicionista local, que não aceitou apoiar a sua reeleição, já que o seu mandato foi marcado por graves denúncias de corrupção e escândalos. 

Com medo do desgaste, Lauro Falcão procura de todas as formas evitar que aconteçam denúncias contra a sua administração. Como uma emissora de rádio local vem retransmitindo a programação da Tudo FM e ameaça não esconder as mazelas do seu governo, Falcão agora tenta se reaproximar da emissora, que tem forte influência do secretário estadual Rui Costa.

Como é proprietário da Gazeta FM, o prefeito usa o poder público para monopolizar todos os meios de comunicação do município. A tática é não permitir espaço para os seus opositores e evitar que vazem as denúncias contra o seu governo, que são muitas. Resta saber até quando. Aliás, somente para deputado federal dizem que ele já aununciou apoio a Lúcio Vieira Lima, irmão do ministro Geddel, e flerta com a deputada Tonha Magalhães para tentar dar uma sobrevida na aliança que ele fez com o ex-vereador José Filho na última eleição..    

 

A presença do governador

O governador Jaques Wagner assinou, no sábado (21), em Riachão, a autorização para a recuperação da estrada de terra, a BA 120, rodovia que liga o município de Riachão do Jacuípe à cidade de Serra Preta.  

Com recursos da ordem da R$ 5,8 milhões, a obra vai restaurar 42,2 quilômetros da estrada, por meio de serviços de pavimentação. Uma vez recuperada, a rodovia irá melhorar o tráfego diário de aproximadamente mil veículos que lá circulam diariamente, otimizando, sobretudo, o escoamento da agropecuária regional. 

As máquinas já começaram os serviços de terraplanagem e limpeza lateral da estrada. Segundo o secretário de Infraestrutura, João Leão, a rodovia estará pronta “daqui a 120 dias”. 

Além da autorização para a recuperação da BA 120, Wagner assinou, também, a ordem de serviço para a ampliação do sistema de abastecimento de água, proveniente da Barragem de Pedras Altas. A ampliação, orçada em R$ 36,3 milhões, vai atingir mais de 170 mil moradores de 20 municípios vizinhos, além de localidades das redondezas, no território de identidade da Bacia do Jacuípe.  

Esta obra integra o Programa Água Para Todos, que vai permitir, ainda, a implantação de um sistema simplificado de abastecimento de água, no povoado de Onça, também em Riachão do Jacuípe, melhorando a qualidade de vida de 150 pessoas, por meio de um investimento de R$ 80 mil. 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo