Política & Economia

Lajedo do Tabocal – Ex-prefeita utilizou mão de obra pública como particular

Ela, que exerceu o mandato de prefeita interina durante o ano de 2009, é acusada de designar pedreiros do Município para trabalhar na construção de duas casas particulares, uma da sua própria tia e outra do vereador Joelson Marques, e na reforma da residência de uma outra pessoa.

Para o autor da ação, promotor de Justiça Rafael de Castro Matias, a atuação da ex-prefeita feriu princípios administrativos e causou danos ao erário, pois o Município (distante 340 km de Salvador) remunerou os pedreiros enquanto os serviços eram prestados, em horário normal de expediente e por determinação de Lílian Nascimento, na construção e reforma das casas particulares.

Agora, Rafael Matias requer o ressarcimento do dano material causado, bem como a indenização pelo dano moral coletivo no valor de R$ 50 mil. Além disso, o promotor de Justiça solicita ao Juízo da comarca de Itiruçu que condene a ex-prefeita à perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.

Informações do MP

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo