Polícia

Poções – Bandidos atacam fiéis durante a Procissão do Divino

Diante do grande número de ocorrências, o padre Estevão há todo momento alertava os presentes para terem o máximo de cuidado com os pertences. Durante a cerimônia da benção na Praça da Matriz, o pároco lembrou que, no ano passado, até uma secretária do governo atual teve a bolsa roubada.

Para o ex-governador Paulo Souto, que está em Poções participando da tradicional Festa do Divino, o fato retrata a situação lamentável da segurança pública no Estado. “Se na capital, onde está concentrada a maior parcela do contingente policial, a situação é caótica, no interior, então, vive-se um verdadeiro salve-se quem puder. É preciso que o governo acorde para o problema”, cobrou.

Souto considera que os bandidos estão sem limites. “Assaltam bancos, residências, bares, restaurantes na capital e no interior. Não poupam eventos nem templos religiosos, como foi o caso recente do roubo das peças sacras do acervo das igrejas de São Lourenço e do Santíssimo Sacramento, em Itaparica”.

A falta de segurança pública em Itaparica estimula a ousadia dos bandidos. Depois de roubarem parte das peças sacras nas igrejas, arrombaram, na madrugada da última quarta-feira, a casa paroquial, local onde o padre José Eduardo Paiva havia levado outras peças remanescentes na tentativa de preservá-las de novo roubo.

“Infelizmente, a medida não evitou nova ação dos bandidos, que continuam aterrorizando Itaparica”, lamenta Souto, que se encontra em Poções acompanhado do presidente estadual do PSDB, Antonio Imbassahy, do ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, dos deputados federais João Almeida (PSDB), e Paulo Magalhães (DEM) e do deputado estadual Clóvis Ferraz.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo