Economia

Baianos estão mudando de operadora por tarifas mais baratas

Até o final de setembro, mais de 226 mil pessoas mudaram de operadora no estado e mantiveram o número do telefone antigo, segundo a Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações (ABR Telecom). Pacotes promocionais e tarifas mais em conta foram os principais motivos das migrações.

Em dois anos, a portabilidade beneficiou cerca de 6,7 milhões de pessoas em todo o país. Do total de migrações, 4,6 milhões (70%) foram feitas por usuários de telefones móveis e pouco mais de 2 milhões (30%) por assinantes fixos.

A professora Leilane Nascimento foi uma das que optou pela troca. Insatisfeita com o valor da conta de seu telefone fixo, que chegava a R$ 200, ela resolveu mudar de operadora. 

“Minha conta sempre veio muito alta, mas agora eu peguei um plano em que pago R$ 109 por mês, com direito a mil minutos de ligação e internet. Sai muito mais em conta”, garante.  Apesar da mudança, ela manteve o mesmo número do telefone antigo.

Em relação a telefonia fixa, a GVT é líder em processo de portabilidade. A operadora superou a marca de 600 mil linhas de clientes conquistados em todo o país, o que representa 62% dos processos.

Na Bahia, a empresa atua apenas em Salvador e recebeu 41,2 mil clientes de outras companhias que preservaram o número. Entre as vantagens, estão planos de até mil minutos em ligações, mais acesso à internet a partir de R$ 109.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo