Política & Economia

Suplicy leva orquídea para Dilma, mas é barrado na porta

Com uma cesta de orquídeas na mão, não conseguiu passar do portão, onde foi recebido do lado de fora por um dos assessores da petista.

Suplicy afirmou que queria dar um abraço em Dilma e cumprimentá-la por ela ter colocado como uma de suas principais metas a erradicação da miséria. O senador é conhecido por defender a aplicação da renda básica de cidadania no país.

Suplicy ouviu do assessor que Dilma estava descansando. “Disseram que ela está descansando. Na hora que ela quiser, voltarei para dar um abraço pessoalmente”, afirmou o senador, que foi cercado por estudantes de arquitetura de Rio Preto (SP) que estavam em excursão a Brasília e também foram visitar a casa de Dilma, que fica no Lago Sul, região nobre de Brasília.

O senador tirou fotos com os estudantes e distribuiu a alguns deles seu livro sobre a renda básica.

Informações da Folha Online / Foto – E-Band

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo