Saúde

Morro do Chapéu – Enfermeira aplica injeção e agulha fica presa no braço de menina

Ela estava acompanhada de parentes e com a sua filha, de apenas treze anos de idade, iniciais (M. D. C.).

A menor foi vítima de um absurdo: ela estava com uma agulha no braço direito, chorando e reclamando de dores.

Na manha desta terça-feira, a garota foi a Escola Ieda Barradas Carneiro para tomar a vacina BCG – Vacina Contra Tuberculose. Segundo a mesma, a enfermeira Carol aplicou a injeção e não percebeu que a agulha teria rompido da seringa, ficando alojada no braço, sem nenhuma reação. Muito assustada, ela foi para casa pedir socorro a mãe. Ao chegar em sua residência chorando e reclamando de dores, a família entrou em pânico, sem saber o que fazer.

Em prantos, a mãe foi até o Programa desabafar, lamentando a negligência da enfermeira e pedindo providencias as autoridades de saúde do município.

Ao tomar conhecimento do caso, a coordenadora da Vigilância Epidemiológica e Imunização, Dr Carina Luiza, se dirigiu até a emissora para prestar socorro a menor, levando-a até a unidade hospitalar para que fosse retirada a agulha.

Ao retorna a emissora, Dr Carina disse ao programa que isso nunca tinha acontecido, principalmente tratando-se de uma enfermeira com experiência. Porém, o caso será encaminhado para a 16 DIRES em Jacobina para que seja tomada as providencias legais.

Com informações do RF Notícias

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo