Polícia

Menina que sumiu ao marcar encontro via internet é localizada no Paraná

Após ficar desaparecida durante quase uma semana, a garota Gabriele Haccourt de Carvalho, de 13 anos, foi encontrada no início da noite desta segunda-feira (22) pela polícia civil na casa do namorado Douglas Santos, em Mandirituba, na região metropolitana de Curitiba.

A jovem saiu de casa, em Pinhais, na terça-feira (16) apenas com a roupa do corpo e não deu mais notícias para a família. O rapaz, de 19 anos, fugiu quando soube que eles estavam sendo procurados pela polícia. Os dois se conheceram na internet e namoravam há cerca de quatro meses, mas a família da garota não sabia.

No início da tarde a mãe de Douglas entrou em contato com a rádio Banda B informando que nem ela nem seu filho sabiam que a menina estava sendo procurada e que ela teria fugido de casa por vontade própria. Segundo Dina Leal dos Santos, por volta das 12h15, Gabriele deixou sua casa na companhia de seu filho Douglas para pegar o ônibus da linha Quitandinha/Pinheirinho e ir para sua casa.

Durante toda a tarde,  várias diligências foram montadas para encontrar tanto Gabriele como Douglas, que passa a ser procurado por aliciamento de menor. Segundo os investigadores, provavelmente os dois se assustaram após descobrir que a menina estava sendo dada como desaparecida.

“Eles se conheceram pela internet e se encontravam escondido da mãe dela. Quando ela chegou aqui perguntei a idade, ela disse que tinha 17 anos, em seguida disse que tinha 16. Eu perguntei se a mãe dela estava sabendo. Ela disse que a mãe não se importava com ela, que brigavam muito e que por isso resolveu sair de casa para viver com meu filho”, disse a mãe do rapaz

A adolescente Gabriele desapareceu na última terça-feira (16). A Garota teria saído de casa para se encontrar com um “amigo” virtual que conheceu por meio da rede social Orkut. Segundo a mãe de Gabriele, a menina deixou a casa sem avisar ninguém e teria pegado R$ 5, sem permissão, para apanhar o ônibus. A partir deste momento, a adolescente não foi mais vista. A família de Gabriele chegou a proibir a menina de usar o computador, porém, a garota fazia o uso do equipamento na casa de parentes. O rapaz continua foragido.

Informações do Bem Paraná

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo