Política & Economia

Dilma confirma mais 7 ministros; Bahia terá Negromonte; Ciro prefere ficar fora

A produtora cultural Ana de Hollanda, irmã do compositor Chico Buarque, será a nova ministra da Cultura. Já o deputado federal e ex-candidato a presidente Ciro Gomes (PSB) está fora do governo.

Por que Ciro não aceitou assumir um Ministério

 

Ciro Gomes não será ministro do governo Dilma porque “achou pouco” ser ministro de Portos e por não querer repetir uma passagem pela Integração.

Os dois ministérios fazem parte da cota do PSB no próximo governo. Ciro, segundo um interlocutor, queria mesmo um ministério do porte da Saúde, que ficará com Alexandre Padilha, atual ministro das Relações Institucionais.

A decisão de Ciro de não fazer parte do próximo governo foi fechada em reunião realizada na madrugada de hoje (20), em Recife. Nela estiveram os principais integrantes da cúpula do partido.

Na tarde desta segunda-feira, Dilma recebeu a notícia em Brasília após encontro em que estiveram presentes o presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos; o governador do Ceará, Cid Gomes; o futuro governador do Espírito Santo, Renato Casagrande; e o vice-presidente do partido, Roberto Amaral.

A reação de Dilma foi de “naturalidade”, contou ao blog fonte que não quis se identificar. Apesar de Ciro estar fora do baralho, ainda há indefinição dentro do PSB. A pasta de Integração deve ficar com Fernando Bezerra Coelho, indicado por Eduardo Campos.

Em contrapartida, o nome que será indicado para Portos ainda é motivo de disputa interna. De um lado, alguns defendem que o nome seja indicado por Cid Gomes, do outro, que ele seja pela bancada do Congresso.

Fernando Bezerra deve assumir Integração

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Fernando Bezerra Coelho, do PSB, será o novo ministro da Integração Nacional.

FBC estava acompanhado do governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, durante o encontro com a presidente eleita Dilma Rousseff (PT).

 

Os ministros confirmados

Por meio de nota, a equipe de transição do governo Dilma anunciou, em Brasília, mais sete nomes que farão parte do próximo governo. São eles:

 

Ministério da Saúde – Alexandre Padilha

Ministério das Cidades – Mario Negromonte

Ministro dos Esportes – Orlando Silva Jr

Ministério da Cultura – Ana de Hollanda

Ministério do Desenvolvimento Social – Tereza Campello

Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial – Luiza Helena de Bairros

Advocacia-Geral da União – Luis Inácio Adams.

Informações do blog do Noblat e blog do Jamildo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo