História

Riachão: Testemunha dá detalhes sobre o acidente que matou os dois irmãos

Condutor do veículo Fiesta que causou o acidente, Claudeney Moreira de Castro, ou Ney, ainda está em estado de choque e praticamente não fala sobre o assunto. Outra testemunha importante, José Raimundo Silva da Paz, o Mundo, esposo de Maria Claudecir, também não tem condições de falar.  

Nesta segunda-feira (13), nossa reportagem ouviu Jorge Amado da Cunha Lima, funcionário de Nego Material de Construção e proprietário da moto que também foi dar socorro a José Cláudio após este ter sofrido um acidente com a sua moto na estrada de Riachão para Ichu.      

Segundo a versão de Jorge Amado, no sábado, por volta das 19 horas, José Cláudio sofreu o acidente com sua moto quando ia para a sua residência, na comunidade de Baixa da Areia. O acidente aconteceu na estrada Riachão/Ichu, nas imediações do Riacho do Meio, próximo à entrada da fazenda do ex-vereador Mizael Carneiro, a três quilômetros da sede de Riachão do Jacuípe.  

Jorge Amado contou à reportagem do Interior da Bahia que “a moto de José Cláudio derrapou na estrada, já que no local existe muito cascalho e areia. Ele estava com ferimentos nas pernas, principalmente, mas não parecia ser coisa muito grave”.   

Após sofrer o acidente, imediatamente José Cláudio fez uma ligação para a sua irmã Maria Claudecir, que convidou o outro irmão Claudeney, ou Ney (que trabalha no Hospital Municipal) para ir com ela socorrer o irmão.  

Foi então que o esposo de Maria Claudecir e cunhado de Ney e José Cláudio, José Raimundo Silva da Paz (Mundo), chamou o amigo Jorge Amado da Cunha Lima, que tinha moto, para irem buscar a moto envolvida no acidente, que ficou danificada com o impacto. “A moto ficou empenada, mas deu para rodar”, disse Jorge Amado.  

O acidente  

Prosseguindo o depoimento, Jorge Amado disse que os três irmãos vieram no carro de Ney, enquanto ele veio em sua moto, e Mundo na moto de José Cláudio, que sofrera o acidente.  

Segundo ele, na volta para Riachão, em um quebra-mola localizado nas imediações do bairro Cleriston Andrade, Ney perdeu o controle da direção do carro, que se chocou violentamente contra um poste de energia elétrica.  

Com a batida, o poste caiu sobre o veículo, provocando a tragédia. José Cláudio Moreira de Castro e Maria Claudecir Moreira de Castro morreram na hora.  

O trágico acidente aconteceu por volta das 20h30 e chamou à atenção da sociedade jacuipense por se tratar de duas pessoas jovens e conhecidas na cidade.  

Após o impacto, populares acionaram a ambulância do Hospital Municipal, que foi deslocada para o local do acidente com Dra.Taíssa e uma enfermeira, que removeram os corpos para aquela unidade de saúde, mas chegaram sem sinais vitais.  

Versão do condutor  

Embora sem poder falar com nossa reportagem, nesta segunda-feira o condutor do veículo, Claudeney Moreira de Castro, estava na residência de uma das vítimas, a sua imã Maria Claudecir, esposa de Mundo. Ao lado de familiares, ele continuava inconformado com o acontecido.  

Ainda bastante abalado, nossa reportagem ouviu o seu desabafo para os familiares e amigos: “Tudo só acontece comigo. Já sofri três acidentes de moto, quase morri quando um garfo de bicicleta quebrou e agora essa tragédia, que culminou na mais terrível da minha vida’’ pontuou.  

Ney contou ainda que não estava ingerindo nenhum tipo de bebida alcoólica e só percebeu um dos redutores de velocidade quando já estava muito próximo. “Antes de o carro colidir contra o poste, deu várias rodadas sobre a estrada’’, explicou.  

Segundo Jorge Amado, após o acidente, “Mundo deixou a moto do acidente com um amigo, que a lavou para casa”. Nossa reportagem tentou localizar o veículo, mas foi sem sucesso.   

Por Noroel Fernandez e Evandro Matos (Foto: Noroel Fernandez / IB)  

Leia também: Riachão: Irmãos são sepultados sob forte comoção popular neste domingo

Tragédia em Riachão: Irmão e irmã vão dar socorro a outro irmão que sofrera acidente de moto; vindo para o hospital, carro bate em poste e 2 morrem na hora

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo