Educação & Cultura

Cabaceiras: Festejos marcam 165 anos do nascimento do poeta Castro Alves

Afinal, lá nasceu Castro Alves, o poeta de ideais abolicionistas e autor de obras como Espumas Flutuantes, Vozes D’África e O Navio Negreiro.

Para marcar os 165 anos do nascimento do trovador baiano, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, através da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (DIMUS/IPAC), preparou uma programação especial que inclui concurso de declamação de poesias, apresentações musicais e feira cultural.

Cabaceiras do Paraguaçu

As comemorações na cidade tiveram início no dia 10 de março, quando o Parque Histórico Castro Alves, espaço administrado pela DIMUS, promoveu a 11ª edição do Festival de Declamação de Poemas de Antônio de Castro Alves.

No concurso, pessoas de diversas regiões do estado e de todas as idades entoaram os versos do poeta baiano, levando sua obra ao grande público.

Nesta quarta-feira (14) os festejos são intensos e começam bem cedo. Às 5h da manhã, uma alvorada de fogos convoca toda a população de Cabaceiras a experimentar um dia dedicado à poesia.

Uma missa festiva é celebrada às 8h, na Igreja São João Batista, em homenagem ao filho mais ilustre do município. Às 9h, a Praça Castro Alves recebe uma feira de cultura. E, ao longo do dia, grupos artísticos mantém a festa animada com apresentações itinerantes pelas ruas de Cabaceiras e na área do Parque Histórico, situado na Fazenda Cabaceiras, local onde nasceu o poeta.

Ao visitar as dependências do museu biográfico do Parque, os participantes também têm a oportunidade de conhecer um pouco da vida e da obra do porta-voz literário da Abolição da Escravatura no Brasil.

Além de acervo de mais de 380 objetos que pertenceram a Castro Alves e seus familiares, formado por fotografias, cartões-postais, manuscritos, livros, indumentárias, adornos pessoais, utensílios domésticos e artes visuais, o espaço também dispõe de uma biblioteca.

Para Alba Boente, coordenadora do Parque Histórico, “a festa é um momento não somente de preservar a memória e homenagear um grande poeta baiano, mas de apresentar ao grande público as ações socioculturais que vêm sendo realizadas no Parque, a exemplo dos projetos Sopa de Letras, direcionado ao público infanto-juvenil, e Baú de Memórias, voltado para idosos”. Informações da Secult.

Programação completa

5h – Alvorada

8h – Missa festiva (Igreja São João Batista)

9h – Apresentação de grupo cultural e visitação à Feira de Cultura na Praça Castro Alves

9h30min – Apresentação dos projetos e ações do Parque Histórico Castro Alves

10h – Sessão Solene em homenagem ao poeta

10h30min – Premiação dos vencedores do XI Festival de Declamação de Poemas de Castro Alves

12h – Intervalo

14h – Espaço para homenagens

15h – Sessão Solene em homenagem a Castro Alves na Câmara Municipal

16h – Encerramento com apresentação musical no Parque Histórico Castro Alves

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo