Polícia

Caravelas: Durante motim, presos queimam cela superlotada e se ferem

De acordo com um policial civil da Delegacia local, a causa do motim foi uma punição aos detentos depois de uma tentativa de fuga envolvendo oito pessoas neste domingo (18). Regalias como o banho de sol e televisão foram suspensas por uma semana, fato que revoltou os presos.

Segundo a polícia, os detentos atearam fogo à roupas e colchões por volta das 10h de hoje (19) usando fósforos escondidos na carceragem. Dos seis presos que estavam na cela onde o incêndio aconteceu, quatro ficaram feridos.

Um detento que ficou parcialmente queimado na orelha, cabeça e mão foi socorrido para o Hospital Regional de Caravelas, antes de ser encaminhado para a enfermagem do Presídio de Teixeira de Freitas, município localizado a 900 quilômetros de Salvador.

Mais quatro homens envolvidos no motim sofreram apenas ferimentos leves e também foram transferidos para o presídio em Teixeira de Freitas. A cela da carceragem ficou completamente queimada.

Ainda conforme a Delegacia de Caravelas, a cela, com capacidade para quatro pessoas, estava superlotada no momento do incêndio. Informações do Correio com foto ilustração.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo