Política & Economia

Sortudo, João Henrique pretende se candidatar ao governo do Estado em 14

Além disso, o gestor da capital baiana contou o que pretende fazer quando a gestão dele findas. E sem muita novidade, disse que apoiará para prefeito, nas eleições municipais que acontece neste ano.

“Eu diria que uma frustração muito grande foi o Aeroclube. Aquela área responde cerca de 3 processos na Justiça Federal, uma briga particular que prejudicou o próprio local. Infelizmente vai chegar o final da nossa gestão e o problema não será solucionado”, disse.

Ainda na oportunidade, quando comentou sobre a situação das barracas na orla de Salvador, o prefeito contou que a cidade é difícil de ser administrada. “Nós estamos aguardando que a Justiça Federal libere nosso projeto. Nós temos uma perspectiva como ficará a orla marítima”.

E foi exatamente neste momento, que ele desabafou, reclamando da aprovação do projeto das barracas de praia.  “Você não consegue governar a cidade. As pessoas elegem o prefeito para que? É o tempo todo uma interferência. Aqui em Salvador é difícil o prefeito administrar a cidade. Todo mundo aqui quer ser prefeito, assim como todo mundo quer ser técnico de futebol”, reclamou.

Os inimigos políticos também não ficaram de fora do comentário de João. ” As pessoas já não estão mais ocultas assim. Estão começando a botar as caras de fora, no sentindo de boicotar para que a gente não conclua nossa gestão. Eu prefiro confiar em Deus e dizer que vamos em frente”, revelou sem citar nomes.

O metrô de Salvador também fez parte da conversa. Contrariando as declarações da ministra Miriam Belchior, que declarou que a inauguração do trecho 1 do metrô (Lapa/Rótula do Abacaxi) só teria sentido juntamente com o segundo trecho da Paralela. “Toda cidade que tem um metrô, como São Paulo, começou com apenas 6Km, 7km e em Salvador não será diferente. O 2º trecho vai acontecer e bem mais rápido”.

João contou também ao apresentador Adelson Carvalho o que pretende fazer quando a gestão dele findar. “Nós estamos pensando em ingressar na sua área, na área de comunicação. Nossa ideia é servir a população com a experiência de quem trabalhou oito anos para a sociedade”, disse. Mas JH garantiu que não quer ficar fora da política por muito tempo.

“Se as pesquisas em 2014 estiverem como estão hoje… É preciso que as pesquisas continuem chamando como estão chamando hoje e então me candidato a governador em 2014”, revelou. No final da entrevista Adelson perguntou quem ele vai apoiar nas eleições municipais deste ano para prefeito. “João Leão. Eu caminhar ao lado dele”, disse taxativo. Informações do Bocão News.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo