Justiça

Ibirataia: Presidente do PV é vice do PRTB no mesmo município

Certidões emitidas a partir do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) comprovam a farsa de Dorgival e seus familiares – também integrantes das comissões provisórias dos dois partidos – para fazer suas negociatas, configurando como crime eleitoral, previsto no Artigo 320 do Código Eleitoral, que condena a dupla filiação de correligionários.

Na composição das duas agremiações, constam os nomes de Lúcio Simões, irmão de Dorgival, e de sua tia, Nara Simões Vieira, além de sua prima, Suede Alves de Oliveira.

As duas comissões ficam vigentes em um mesmo período, comprovando a irregularidade e reafirmando a intenção do grupo em utilizar as legendas para negociar apoios elevar vantagens eleitorais.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo