Educação & Cultura

Riachão: Público vibra com cantiga de roda na 2ª noite do Festival de Cultura

Como quem não queria nada, mais de dez mulheres da comunidade da Taipoca conseguiu prender o público com uma bonita apresentação de cantiga de roda. Com um rico repertório de versos, duas gerações de mulheres mostraram para o público que compareceu ao Clube de Campo Mandacaru como é esta manifestação cultural.

Tradição das antigas rezas na zona rural do município, que normalmente acontecem antes do samba, a cantiga de roda era uma forma de as mulheres se divertiram durante as noites festivas do sertão, mas, ao mesmo tempo, eram motivadas por versos alusivos à amizades e paqueras entre os jovens moradores das comunidades rurais.

Samba de roda

 

A programação da noite foi aberta com uma apresentação do famoso Samba de roda das Pedrinhas, o mais antigo da cidade. No passado, o grupo já teve a participação de Izidrio das Pedrinhas, considerado por muitos como o maior sambador de Riachão ao lado de Manezinho de Izaias, sambador da região do Mocó.

Além do samba das Pedrinhas, o público também pode ver o samba da comunidade de Taipoca/ Traz da Roça, que tem a participação de membros do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Riachão do Jacuípe.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo