Educação & Cultura

Assembleia recebe forrozeiros na homenagem aos 100 anos de Gonzagão

Nas cadeiras que normalmente são ocupadas pelos parlamentares, forrozeiros de todas as regiões do estado se emocionaram na homenagem ao centenário de Luiz Gonzaga, que ocorreu por intermédio da deputada Luiza Maia (PT). 

Adelmário Coelho, Carlos Pita, Joquinha Gonzaga, Edu Casanova, Del Feliz e Targino Gondim cantaram clássicos do “Velho Lua” e falaram sobre a obra daquele que foi um dos brasileiros mais talentosos de todos os tempos.

O secretário de Cultura da Bahia, Albino Rubim, que na ocasião representou o governador, a diretora da Fundação Gregório de Matos, Isa Maria, o secretário de Serviços Públicos de Camaçari, Eduardo Magalhães, o presidente da Assembleia, Marcelo Nilo, e o coordenador do Sindlimp, Luis Carlos Suíca, também fizeram parte da mesa oficial do evento.

No discurso de abertura dos trabalhos, Luiza Maia enalteceu a contemporaneidade da obra de Gonzagão. “Muitas de suas canções foram feitas na metade do século passado. Porém, ainda hoje as abordagens são bastante atuais”, explicou.

Ela, que foi chamada por Albino Rubim de “deputada da cultura”, disse ainda que “o ‘Velho Lua’ é um patrimônio da cultura nacional, que contribuiu para a consolidação do orgulho de ser nordestino”.

Joquinha Gonzaga, sobrinho de Luiz Gonzaga, contou que ficou admirado quando soube que a Bahia celebraria os 100 anos do seu tio.

“Eu, como membro da família, fico lisonjeado em poder vir aqui e trazer este pedacinho da nossa cultura”, revelou, completando que imaginava que as homenagens ao Reio do Baião fossem se resumir apenas a Pernambuco.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo