Meio Ambiente

Elmar Nascimento aborda interdição do garimpo de esmeralda em Pindobaçu

O local foi interditado na semana passada após os acontecimentos trágicos ocorridos no local.  No último dia 21 de maio, um jovem de 19 anos morreu ao cair de um carro usado no garimpo. Há exatamente um mês antes, no dia 21 de abril, cinco trabalhadores morreram depois que o cabo de aço que sustentava um equipamento partiu e eles caíram cerca de 150 metros, o equivalente a um prédio de 50 andares.

A Serra da Carnaíba concentra uma das maiores reservas de esmeralda do Brasil, com quase 100 garimpos. O trabalho de extração das pedras preciosas é considerado de alto risco porque geralmente é feito de forma improvisada, sem as condições mínimas de segurança. Alguns garimpeiros usam pequenas cadeiras para descer, também sustentadas por cabo de aço. 

Para o deputado Elmar Nascimento, é preciso dar uma atenção maior às questões de segurança e condições de trabalho desses trabalhadores, além de buscar a infraestrutura adequada da região de mina. Estima-se que mais de 10 mil pessoas trabalhem diretamente na busca por esmeralda, gerando reflexos na vida de mais de 50 mil famílias. 

“Tenho acompanhado com muita preocupação e tomado algumas providências, sobretudo no sentido de enxergar onde está o problema. Efetivamente houve dois acidentes onde vidas humanas pereceram, mas o local não pode permanecer fechado por conta da inação do Estado, e aí é que entra a atuação da gente, para cobrar que os atos de prevenção sejam feitos para ontem e não no prazo de 120 dias, até porque muita gente sobrevive disso”, destacou Elmar.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo