Política & Economia

Riachão: Candidatas aproveitam presença do governador para medir força

Tanto Tânia Matos (PDT) quanto Dra. Gleide (PCdoB) desde cedo já estavam esperando o governador, que desceu de helicóptero no Estádio Municipal Eliel Martins por volta das 8h40.

Nossa reportagem flagrou algumas cenas que podem ter passado despercebidas para alguns, mas foram testemunhadas por várias pessoas. Ainda no Estádio Municipal, ao cumprimentar os presentes e partir para o local da inauguração da BA-120, a estrada que liga Riachão a Serra Preta, Tânia conseguiu marcar um ponto importante no embate deste sábado.

Com a ajuda do deputado federal Afonso Florence (PT), Wagner veio direto e cumprimentou Tania Matos. Instantes depois, ao se aproximar da comitiva do governador, que caminhava ao lado da pedetista, o ex-jogador Cari fez um pedido, pegando todos de surpresa. “Governador, agora o senhor precisa fazer a reforma do estádio”, disse, aludindo à ascensão da Jacuipense e o futuro da equipe com o estádio comprometido.

Wagner então lhe perguntou pelo time (referindo-se à Jacuipense) e disse que analisaria o pedido com carinho. “Nós vamos ver isso, mas cadê o time, como está?”, brincou o governador. “Está aí, agora falta o senhor ajudar na reforma do estádio”, reforçou Cari, cético com a ação do governo municipal.

Palanque oficial

Em frente ao palanque oficial, no momento da inauguração da BA-120, contudo, mesmo afastadas por causa da lei eleitoral, as candidatas continuaram a medir forças. Neste local, Dra. Gleide conseguiu impor uma vantagem em relação à sua oponente. Citada pelos deputados João Leão e Daniel Almeida, a comunista também foi beneficiada pelos seus militantes, que estavam em maioria na frente do palco e vibravam quando os oradores citavam o seu nome ou faziam declarações lhe que eram favoráveis.

Com a participação do prefeito Lauro Falcão no palanque oficial, as coisas ficaram mais favoráveis ainda para a candidata do PCdoB, que tem o apoio do atual gestor. E Falcão não perdeu a oportunidade, aproveitando a presença do governador Wagner para se queixar das “dificuldades de administrar um município pequeno”, chegando a dizer, inclusive, que fazia “um governo com muita austeridade”. Nesse instante, apesar de sido aplaudido antes pela sua claque, um silêncio irrompeu sobre o ambiente.

O troco

Na disputa por espaço e visibilidade, os aliados de Tânia Matos correram para o bairro do Ranchinho tão logo o governador anunciou que faria uma foto ao lado de Zé Barbeiro. Em maioria, os militantes ergueram as bandeiras do PDT e gritam o número do partido, cercando o governador Jaques Wagner. “Governador, Riachão agora é 12”, diziam.  

Depois, os dois grupos ainda circularam pelas ruas do centro da cidade com carros de som, mas logo se dispersaram. Ou seja, a campanha começou cedo e já está nas ruas e na boca do povo.

Da redação: colaboraram Evandro Matos e Noroel Fernandez

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo