DestaqueEntretenimento

Batalha dos Sanfoneiros 2024: Conheça os artistas que participam da disputa

Além de eleger a música do São João 2024, através do Troféu Zelito Miranda, a Rede Bahia também vai escolher um sanfoneiro de destaque no estado. A partir desta quinta-feira (13), o telespectador do Jornal da Manhã começa a votar na Batalha dos Sanfoneiros.

A Batalha dos Sanfoneiros foi criada em 2017 e se tornou um quadro tradicional do mês junino no JM. Em 2024, o padrinho da disputa é Flávio José, um dos maiores forrozeiros do Brasil.

A primeira etapa da votação será concluída na quarta-feira (19). A grande final acontece no dia 21 de junho, ao vivo, no Jornal da Manhã. O vencedor leva o troféu e o reconhecimento dos telespectadores.

Músicos da capital e do interior participam da competição em busca do título de melhor performance de sanfoneiro da Bahia. A escolha será através de votação do público no g1 Bahia.

Ao todo, 50 pessoas se inscreveram na competição. Desse total, 15 foram escolhidas por uma banca avaliadora, composta por três profissionais com grande conhecimento em sanfona: a pesquisadora do tema Teba Rocha; o vencedor da Batalha dos Sanfoneiros do JM em 2023 Dio do Acordeon; e o radialista e coordenador das Rádios da Rede Bahia de Comunicação Maurício Habib.

Sobre a premiação:

O sanfoneiro escolhido pelo público vai levar para casa um troféu. Pelo terceiro ano consecutivo, os troféus da Batalha dos Sanfoneiros do Jornal da Manhã são esculturas em metal esculpidas através da técnica de modelagem com oxidação, para trazer o aspecto de “ouro envelhecido”. No top das obras temos chapéus em estilo cangaceiro em latão, inox e cobre, representando os primeiro, segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Os troféus foram criados pelo artista Alessandro Teixeira, que vem de uma família de artesãos do bairro da Liberdade. Ele utiliza a técnica da modelagem de folhas de metal, e cria esculturas cheias de detalhes e simbologias. Suas peças não são pintadas, explora a cor do próprio metal, sua oxidação, seu brilho e seus significados.

A Batalha vai funcionar da seguinte forma:

  • Na primeira etapa, o público escolherá cinco candidatos para disputar a final;
  • Na segunda etapa, o público escolherá os três vencedores em primeiro, segundo e terceiro lugares;
  • Os campeões receberão o troféu ao vivo no Jornal da Manhã do dia 21 de junho.

Neste ano, participam da Batalha:

  • José Wédson, de Tanhaçu;
  • Adriane Barreto, de Salvador;
  • André Galdino dos Santos, mais conhecido como “Baio do Acordeon”, de Feira de Santana;
  • Pedro Paes Lopes, de Jequié;
  • Thiago Mendes Souza, de Irará;
  • Elisvaldo Pereira Souza, “Valzinho do Acordeon”, de Eunápolis;
  • Juninho do Acordeon, de Ilhéus;
  • Zequinha do Acordeon, de Itaberaba;
  • Gilson Santos Minichilli Prates, de Jequié;
  • Valtinho do Acordeon, de Salvador;
  • Francisco Mamede Alves, conhecido como “Bil do Acordeon”, de Itaberaba;
  • Paulo Henrique Damasceno Oliveira Santos, conhecido como “PH do Acordeon”, de Ilhéus;
  • João Torres, de Cruz das Almas;
  • João Gabriel, conhecido como “Gabi Xote”, de Malhada;
  • Raimundo Nonato dos Santos, conhecido como “Raimundinho do Acordeon”, de Juazeiro.

(Fonte: G1 BA).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo