Esporte

Com orgulho bordado no peito, Brasil tenta vaga diante da Costa do Marfim

Orgulho e amor. Este é o lema que os jogadores da seleção carregam no peito nesta Copa do Mundo. Está oculto. Atrás do escudo da CBF na camisa canarinho. Orgulho de ser brasileiro e amor pelo futebol.

Neste domingo, às 15h30m (de Brasília), no Estádio Soccer City, em Joanesburgo, o Brasil vai colocar os dois sentimentos à prova contra um país que também carrega a sua história no uniforme. A Costa do Marfim, conhecida por seus elefantes africanos, leva o seu orgulho nacional na altura do coração. O país africano ganhou fama internacional pela caça indiscriminada dos animais.

A Costa do Marfim quer apagar essa história através da bola. E o homem responsável pelo sucesso recente do país no futebol atende por Didier Drogba, atacante do Chelsea, da Inglaterra, e joia rara da terra dos elefantes. O goleador é a arma do técnico Sven-Goran Eriksson para tentar superar a seleção brasileira, que precisa de uma vitória para alcançar as oitavas de final da Copa.

Objetivos diferentes

O objetivo das duas seleções também é bem diferente. Enquanto os brasileiros entram em campo com a pressão de conquistar o hexacampeonato, os marfinenses têm o sonho apenas de chegar à próxima fase da Copa do Mundo. 

Para o jogo deste domingo, Eriksson poderá contar com Drogba, recuperado de uma fratura no braço direito. O atacante chegou a atuar por alguns minutos no empate por 0 a 0 com Portugal. No entanto, diante dos brasileiros, o artilheiro entrará em campo com mais confiança.

Do lado brasileiro, o volante Gilberto Silva treinou no último sábado e deve atuar normalmente. Caso não possa contar com o jogador, o técnico Dunga vai escalar Josué em seu lugar. O treinador negou que o atleta tenha sentido um problema no tornozelo na atividade de sexta-feira.

Brasil: Júlio César, Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silvas, Felipe Melo, Elano e Kaká; Robinho e Luiz Fabiano.

Costa do Marfim: Boubacar Barry, Demel, Kolo Touré, Zokora, Tiené; Yaya Touré, Eboué, Tioté e Gervinho; Drogba e Kalou.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo