Política & Economia

Expectativa por anuncio do secretariado de Jaques Wagner é cada vez maior

Na sexta-feira (07), mais uma vez, o governador Jaques Wagner (PT) passou o dia reunido com o secretário de Relações Institucionais, Cezar Lisboa, forte articulador na reforma do secretariado.

 
Uma fonte afirmou que os encontros teriam sido realizados na Secretaria da Fazenda, tendo como testemunha o secretário Carlos Martins, cotado para permanecer no cargo.

Como Martins, Wagner também não deverá mexer com outros secretários, a exemplo de Robinson Almeida (Comunicação), Eduardo Salles (Agricultura), Jorge Solla (Saúde), Manoel Vitório (Administração), entre outros.

Especulações

Embora o martelo não tenha sido batido em torno da equipe que vai compor o segundo mandato do petista, alguns nomes subiram de cotação.

O vice-governador Otto Alencar (PP), por exemplo, é nome quase certo para a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra). A única dificuldade é que o PP, espertamente, não quer aceitar Otto como cota do partido, mas apenas um nome indicado pelo governador Jaques Wagner.

Dentro do PT, o nome do deputado estadual Paulo Rangel está bem cotado para a Secretaria Estadual de Integração Regional (Sedir).

Em razão do seu crescimento, o PDT também espera ser contemplado com mais espaço no governo. Além de querer manter a Secretaria de Ciência e Tecnologia, o partido quer outra de maior porte. Pelas especulações, Indústria, Comércio e Mineração, ou Agricultura, poderiam vir para a legenda.

Mas tudo não passa de especulação. O PCdoB também quer manter os seus espaços, assim como outros partidos aliados. Até o final da semana que se inicia é provável que tudo já esteja definido.

Da redação  

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo