Meio Ambiente

Acidente do ferry: “O bigode me salvou. Gritaram: “É o delegado Magalhães!”

Este foi o motivo pelo qual foi resgatado por marinheiros depois que o carro em que estava caiu do ferry-boat Anna Nery no mar, na tarde de quarta-feira: foi salvo pelo bigode.

“O bigode me salvou. Ficaram loucos quando viram que era eu. Gritaram: “É o delegado Magalhães!”. Todo mundo pulou. Se fosse outra pessoa, eles só jogariam a bóia porque numa situação dessas a pessoa se desespera e agarra o salva-vidas”, contou o delegado, ontem, em sua residência no Itaigara.

É o terceiro acidente envolvendo ferries em 45 dias. No dia 30 de janeiro, o ferry-boat Ipuaçu ficou à deriva, após sair de Bom Despacho. Já em 4 de janeiro, o Maria Bethânia colidiu com um barco de madeira, após sair do Terminal de São Joaquim. O barco entrou na área de manobra dos ferries.

No momento do acidente ontem, além do delegado, o motorista Joelson Sena dos Santos e a policial Maria Alice Maciúba ocupavam o Astra JSH-2006. As vítimas foram resgatadas por três marinheiros com leves escoriações e receberam atendimento médico.

Ontem, Magalhães sentia dores do lado direito do corpo, mas garantiu que hoje está de volta ao trabalho. “Me puxaram com tudo. Dói o corpo, mas tenho que voltar. Vou fazer a travessia sem medo, até porque se eu demonstrar medo as pessoas vão pensar: “se o delegado não vai, quanto mais eu”, acredita.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo