Economia

Parecer de Erivelton Santana pode readmitir mais de 200 trabalhadores no país

A aprovação do parecer é do deputado federal Erivelton Santana (PSC-BA) membro da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara Federal.

O parecer conduz de forma contundente a readmissão dos ex-funcionários, razão pela qual, os possíveis reintegrados de Salvador e Rio de Janeiro fizeram questão de formalizar uma visita de agradecimento ao deputado Erivelton que embora esteja oficialmente de recesso continua  cumprindo agenda normalmente no estado.

O deputado Erivelton Santana se sentiu honrado.  “O voto é importante para o político alcançar o mandato, mas são gestos como este que nos gratifica e estimula a gente a fazer justiça e continuar a luta pelo povo. Devo ressaltar, contudo que não estou fazendo mais que o meu dever”.

De acordo com o diretor do Sindicato de Processamento de Dados do Rio de Janeiro, Mário Melo, que acompanha o andamento da PL 898/2011 de autoria do deputado federal Filipe Pereira (PSC-RJ) na Câmara Federal em Brasília, a reintegração em todo o país é superior a 250 profissionais de TI.

“Só no Rio de Janeiro são 150 ex-funcionários da Dataprev, 20 na Bahia, mais outros trabalhadores em Minas e São Paulo, totalizam quase 250 profissionais que retornam as sua funções com o salário equiparado aos que estão em exercício. Tudo isso graças ao interesse e ao enorme empenho do deputado Erivelton ao emitir rapidamente um parecer”.

As demissões ocorreram em 1999 e muita gente teve que se adequar as poucas possibilidades que o mercado empunha na época.

“É muita gente que se desempregou, que reduziu o padrão de vida, sendo alguns forçados a viver de bico porque o mercado não absorve toda a demanda. Eu mesmo não tinha casa própria e me vi forçado a tirar minha filha de uma escola de qualidade e ir morar num bairro mais afastado e perigoso”, disse o ex-funcionário da Dataprev no Rio de Janeiro, Policarpo Barbosa. Informações de Odília Martins (foto: Ezequias Rosário).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo