Esporte

Atlético-MG negocia compra de 50% do lateral Ávine e Nápoli entra na briga

O presidente do Atlético, Alexandre Kalil, negocia a contratação do lateral-esquerdo Ávine, destaque do Bahia na disputa do Campeonato Brasileiro. Ele poderá se converter no segundo reforço do clube para 2012. O primeiro foi o volante Leandro Donizete, do Coritiba.

Os detalhes das tratativas feitas entre os dois clubes e os agentes do atleta. Em função do bom relacionamento da cúpula alvinegra com a diretoria do Bahia e a empresa Goal Sport Promotion – ambos dividem em partes iguais os direitos do jogador, o Atlético está um passo a frente de outros concorrentes.

Santos, Fluminense e o Napoli, da Itália, também já consultaram o clube baiano e os empresários do camisa 6 para tentarem viabilizar o negócio. A negociação com o Atlético, entretanto, está mais encaminhada.

Para ficar com Ávine, o Galo terá que comprar ao menos 50% dos direitos econômicos que pertencem ao Bahia. A outra metade, da Goal Sport Promotion, poderá ou não entrar no negócio, dentro do interesse da cúpula alvinegra e também da empresa. A tendência é que o contrato entre Atlético e Ávine, caso a operação se conclua, seja de quatro anos.

Cruzeiro

O jornal anuncia ainda que o Cruzeiro também manteve contatos para ter Ávine ainda no meio do segundo semestre, apesar de o clube não admitir. Para 2012, dirigentes celestes resolveram apostar em Gilson, ex-América.

Ávine tem 23 anos e já defendeu o Santo André, além do Bahia. O jogador tem passagem por seleções de base. O treinador Renê Santana, quando esteve no clube baiano, neste ano, chegou a recomendar a sua convocação para a Seleção principal para o técnico Mano Menezes, como revelou em entrevista ao programa “Bem Amigos”, do canal fechado Sportv.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo