História

Corpo de policial morta após disparo em Poções é enterrado em Jequié

O corpo foi levado para uma igreja onde ocorreu o velório e em seguida encaminhado para o cemitério da cidade. O sepultamento da policial contou com honras militares e o corpo circulou pelas ruas da cidade em um cortejo que contou com a participação do Corpo de Bombeiros. Familiares e amigos participaram da cerimônia bastante emocionados.

Morte

A soldado da Polícia Militar tinha 24 anos e morreu na manhã de sexta-feira (13) vítima de disparo acidental da própria arma, que era manuseada por um colega de trabalho na noite de quinta-feira (12). A fatalidade ocorreu durante plantão na cidade de Poções, na região sudoeste da Bahia.

Segundo a assessoria da PM, a soldado e um sargento estavam em serviço na sede da 79ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) quando por volta das 21h, o sargento manuseou a arma da colega, um revólver calibre 38 e houve um disparo ao retirar a arma do coldre, atingindo a cintura da soldado. A mulher, que estava na Polícia Militar da Bahia há quatro anos, morreu por volta de 5h desta sexta-feira. O sepultamento será realizado na manhã de sábado (14), em Poções.

Após o disparo, ela foi socorrida imediatamente para um hospital de Poções e, em seguida, levada pelo Samu para Vitória da Conquista, onde chegou consciente e foi submetida a uma cirurgia, mas não resistiu ao ferimento. Informações do G1 com foto reprodução.

Leia também: Poções: Policial morre com disparo acidental enquanto manuseava arma

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo