DestaqueJustiça

Casal processa Amado Batista após criança morrer na fazenda do cantor

Pais da criança pedem indenização de R$950 mil. Filho de três anos do casal morreu após cair em uma piscina sem tela de proteção

O cantor Amado Batista está sendo processado por um casal de caseiros após o filho de três anos morrer afogado na piscina da fazenda do cantor, localizada em Goianápolis, na Região Metropolitana de Goiânia.

De acordo com o casal, a piscina não tinha tela de proteção, houve negligência no socorro da criança e indiferença por parte do cantor após a morte. Eles pedem R$ 950 mil de indenização.

Conforme relatado no processo, a fatalidade ocorreu no dia 20 de maio de 2022. O casal havia sido contratado em abril do mesmo ano para trabalhar como caseiros na fazenda de Amado Batista e após o incidente, teriam sido demitidos.

Segundo os autos do processo, a criança foi socorrida pelo gerente da fazenda e levada a uma unidade de saúde em Terezópolis, onde foi confirmado o óbito. O casal solicita uma indenização por danos morais no valor de R$ 500 mil, além de uma pensão de R$ 450 mil, referente a 65 anos de expectativa de vida da criança, totalizando R$ 950 mil.

(Fonte: Correio Braziliense / Foto/ crédito: Divulgação)

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo